Política de Fato

Homem de bastidores, comunicador Marcos Aurélio vai à ribalta política por vaga no parlamento aracajuano

Marcos Aurélio lançou pré-candidatura a vereador de Aracaju.


18/06/2020 09:12 - Atualizado em 18/06/2020 09:23

Se as conjunções políticas se assemelharem ao seu quase homônimo imperador romano, tido como o último dos cinco bons imperadores e lembrado como um governante bem-sucedido e culto, o diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Marcos Aurélio Costa, poderá ter um benfazejo protagonismo na Câmara Municipal de Aracaju a partir de fevereiro de 2021. Sim, Marcos Aurélio se encorajou e deve disputar uma das 24 vagas no Poder Legislativo de Aracaju e para isto filiou-se ao PDT, de raiz brizolista, e alinhadíssimo com o projeto liderado pelo prefeito Edvaldo Nogueira.

Ao deixar os bastidores, Aurélio vai pôr em prática, tudo que aprendeu ao longo se sua vida político-partidária. O comunicador já foi petista, ingressou no PPS (atual Cidadania),e migrou recentemente para a sigla da rosa trabalhista.

Acostumado a vivência de figuras longeva na cena partidária sergipana, a Alese lhe proporciona isto, Marcos Aurélio é uma espécie de guru, consultor para assuntos de natureza diversa, e braço direito, do deputado Luciano Bispo, presidente do órgão.

Verdade seja dita, a capacidade de articulação e moderação vem de longe. Marcos Aurélio integrou a equipe da então prefeita itabaianense, Maria Mendonça, e continuou com seu sucedâneo e adversário histórico Luciano. Beber da água da família de Chico de Miguel e tomar café na mesa dos Bispo é um privilégio que poucos obtiveram.

Do revés de Luciano em sua terra natal à ascensão à presidência da mais alta corte legislativa de Sergipe, Marcos mostrou fidelidade e um homem de sua mais inteira confiança. Talvez tenha sido até os conselhos do velho “Jegue”, apelido pelo qual Luciano é conhecido pelas bandas da Serra, que encorajou ainda mais o comunicador.

Neste momento, Marcos Aurélio tem se reunido com jovens lideranças aracajuanos costurando apoios e alinhavando uma espécie de arquétipo de uma plataforma de propostas a serem apresentadas ao conjunto do eleitorado aracajuano.

Para quem tem tantos predicados, ser sujeito de sua própria história será o desafio pela troca das mediações pelo enfrentamento de uma campanha que promete ser dura, ainda que com horizontes indefinidos.