Política de Fato

Silveira Dantas diz ser o indicado de Uita para disputar eleição em Ribeirópolis

Análise do Política de Fato.


19/06/2020 09:07 - Atualizado em 19/06/2020 09:29

O jovem vereador por Ribeirópolis, Silveira Neto, é afeito à tribuna. Advogado de formação, passou a dividir seu tempo com um olho postado sobre os códigos jurídicos e outro na conjuntura política de sua terra natal. Começou auxiliando o ex-prefeito João de Nega como secretário municipal, e em 2016 disputou seu primeiro cargo eletivo, vindo a ser eleito com 549 votos e ocupando a sexta posição dos onze eleitos naquele ano. Eleito, Silveirinha, como é chamado na intimidade, tem ocupado o púlpito do poder legislativo ribeiropolense para fazer uma firme oposição ao prefeito Antônio Passos e se diferenciar de seus pares, seja nas propostas ou nas críticas.

Sua atuação ferrenha ante o poderio da família Passos pode ter sido o fio da meada para conseguir persuadir a ex-prefeita Uita Barrero — ao que tudo indica inelegível a disputar mais um mandato majoritário — a lhe indicar a vaga ao cargo de prefeito na chapa capitaneado pela empresária. 

Articulado e fazendo análises a médio prazo, Silveira Neto, caminhou em 2018 com os mesmíssimos candidatos apoiados por Uíta. Sagaz, deixou o PDT e abraçou o PT, sigla que agora é sua casa. Com sua pré-candidatura tem chegado mensagens vigorosas de apoio, segundo ele, do próprio governador Belivaldo, do deputado Fábio Mitidieri, do senador Rogério e do deputado Zezinho Guimarães.

Mas a tarefa do agora neopetista é insólita: precisa evitar que haja deserção de membros do agrupamento de situação e pior, evitar outra candidatura que saia das hostes da oposição aos Passos. Em termos claros: precisa convencer o deputado Bosco Costa a retirar a pré-candidatura de Rogério Sobral (PL), então candidato a vice de Uíta em 2016 e que também já colocou seu nome da disputa.  

Enquanto isto, o clã Passos assiste de camarote a renga-renga da oposição que não fala a mesma língua política e parece transformar-se em uma Babel política. Neto de dois eleitores fieis de Chico Passos já que João de Lorosa (avô paterno) e Silveira Dantas (avô materno) — ambos já falecidos —eram figuras de alta conta no círculo político do antigo PFL. O vereador/advogado vai ter que se montar sua tese e defendê-la com unhas e dentes para conseguir o veredicto do grupo a seu favor.