Política de Fato

Deputado do PT/SE fica inelegível por 8 anos

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral acatou, na sexta-feira (1º), por sete votos a zero, o parecer do ministro relator Alexandre de Moraes pela inelegibilidade do deputado estadual João Marcelo Montarroyos Leite (PT).


04/04/2022 10:28

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral acatou, nesta sexta-feira (1º), por sete votos a zero, o parecer do ministro relator Alexandre de Moraes pela inelegibilidade do deputado estadual João Marcelo Montarroyos Leite (PT). O parlamentar foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral por omissão de despesas e da superação do teto de gastos com a locação de automóveis quando era prefeito de Nossa Senhora das Dores, entre 2015 e 2016.

No parecer negando o recurso do deputado João Marcelo, o ministro Alexandre de Morais afirma que “deve ser mantida a procedência da presente Ação de Investigação Judicial Eleitoral, com a incidência da sanção de inelegibilidade por oito (8) anos, em razão da prática de abuso de poder econômico nas Eleições 2016”. O ministro se fundamentou no parecer do desembargador-relator Diógenes Barreto, do TRE.

Votado em 2018 por 8.790 sergipanos, João Marcelo Montarroyos ficou na primeira suplência. Em 2020, assumiu a vaga do então deputado Dilson de Agripino (Cidadania), que renunciou o mandato de deputado estadual para posse como prefeito do município de Tobias Barreto. O parlamentar é cristão novo no PT. Ele trocou o PTC pelo partido da estrelinha nesta quinta-feira (31), em evento prestigiado, entre outros petistas, pelo pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT).